Aprofunde-se nos diferentes tipos de entrevista para acelerar a seleção e captar os melhores talentos

O processo de recrutamento teve início e chegou o momento de conhecer os candidatos. Essa é uma rotina pra lá de batida dos gestores de RH. No entanto, se você segue sempre o mesmo script de abordagem, é bom abrir a mente. Existem diversos tipos de entrevista e vale um olhar mais atento para conhecê-las.

Sabendo que tipo de entrevista você deve conduzir em diferentes momentos e até cargos que vai selecionar fica mais fácil de seu processo de R&S colecionar bons indicadores.

Neste artigo, apresentaremos as opções disponíveis, como selecionar a melhor delas para cada momento e de que forma conduzi-las. Use o como um guia e boa leitura!

O que é uma entrevista de emprego?

A entrevista de emprego é o momento em que o recrutador seleciona e conhece os candidatos para as vagas em aberto. É nesse momento que são confirmados e até julgados os dados inseridos pelo profissional no currículo.

Durante a entrevista de emprego, o recrutador também obtém informações mais detalhadas do perfil do candidato, tais como postura, comunicação e até pode verificar se ele tem o correto fit cultural com a empresa.

Parte essencial dos processos de R&S, a entrevista deve ser considerada com a seriedade que merece. Abordar o candidato da forma correta e fazer as perguntas apropriadas pode parecer uma incumbência básica do profissional de RH, mas são tarefas importantes, que merecem muita cautela.

Importância de definir o tipo de entrevista

Muitas vezes, é justamente na entrevista de emprego que alguns candidatos são eliminados e outros selecionados. Por isso, é fundamental se preparar antes de passar por este importante momento. Afinal, a forma como o candidato se comporta diz muito sobre sua personalidade, seriedade e comprometimento.

Ainda mais em um mundo cada vez mais digital, onde tempo e flexibilidade valem ouro, não espere entrevistar sempre os melhores aspirantes a sua vaga presencialmente e com o mesmo modelo batido de entrevista. Maleabilidade é tudo. Por isso, vale a pena ficar de olho nas suas possibilidades e ser criativo também nos tipos de entrevistas que deseja escolher

Em 2020, com o isolamento social imposto pela pandemia de Covid-19, as conversas online com os talentos se multiplicaram e mostraram que vieram para ficar. Segundo dados de uma startup brasileira no segmento de RH, o crescimento da modalidade de videoentrevistas foi na ordem de 40% durante a pandemia. Muitos talentos tiveram a experiência de contratação 100% digital, passando pelo primeiro contato, entrevistas e até o onboarding foi digital.

Mas, para além das modalidades digital e presencial, existem muitos outros tipos de entrevista. Elas estão aí para facilitar os processos e admitir os melhores talentos para a sua empresa. Saiba um pouco mais sobre cada uma e amplie seus horizontes ao planejar seu processo de recrutamento.

Principais modelos de entrevistas

Independente do tipo de entrevista de emprego, as emoções do candidato podem ficar afloradas. Ansiedade, nervosismo e insegurança são apenas alguns dos sentimentos que surgem neste momento.

Por isso, é importante que o recrutador esteja sereno para acalmar o profissional que passará por um processo de escrutínio. Para isso, é preciso antes estabelecer que tipos de entrevista você definirá.

Conheça, a seguir, modelos de entrevista e suas estruturas:

Estruturada

É a mais comum. Bastante formal, a entrevista segue um roteiro e pode incluir um ou diversos entrevistadores.

Nela, o candidato é sabatinado e os entrevistadores buscam aprofundar as questões para conhecer sua trajetória profissional, antes de abrir informações sobre a companhia, o cargo e as metas delineadas.

Após todas as questões serem feitas pelo gestor de RH e sua equipe, o candidato fica à vontade para perguntar sobre a vaga e o que lhe é oferecido.

Não estruturada

Mais descontraída, essa opção foca em conhecer o candidato de uma forma mais casual. As questões são mais abertas e acontecem em um tom amigável.

No bate-papo, é possível observar se o profissional mantém o profissionalismo e responde com clareza e sem muitos rodeios o que lhe é perguntado.

Semiestruturada

Apesar das perguntas objetivas e definidas de antemão, essa entrevista não é tão rígida e busca o diálogo mais fluido para obter informações quantitativas e qualitativas.

Aqui, o entrevistador permite que o candidato desenvolva suas respostas e não controla tanto o tempo.

Principais tipos de entrevistas

Após conhecer os modelos, chegou o momento de ficar por dentro dos tipos de entrevista:

Técnica

A palavra-chave desse tipo de entrevista é objetividade. O foco está em saber se o profissional tem o conhecimento necessário para ocupar o cargo, por meio de perguntas pontuais e testes práticos.

Comportamental

Tipo de entrevista muito utilizado, a fim de analisar o perfil do candidato e prever qual será sua conduta profissional. Aqui, o RH costuma analisar competências como trabalho em equipe, liderança, comunicação, motivação e flexibilidade.

Para entender melhor o entrevistado, utiliza-se o método STAR (Situação – Tarefa – Ação e Resultado).

Na primeira etapa, “Situação”, o candidato comenta sobre um desafio enfrentado. Em “Tarefa”, ele descreve seu papel perante a situação. Na terceira fase (“Ação”), o profissional explica a atitude tomada para superar a dificuldade. E em “Resultado”, é contado o desfecho da história.

Com estudo de caso

Esse tipo de entrevista visa veriguar a racionalidade e a habilidade em encontrar soluções. A partir de um desafio, os profissionais são convidados a oferecer estratégias para superar o desafio proposto e resolver o estudo de caso.

Simulada

Utilizada para observação das habilidades e do desempenho dos candidatos em situações práticas, esse tipo de entrevista também traz um problema típico do trabalho almejado para ser solucionado. A diferença é que, ao final da apresentação das estratégias, os gestores de RH oferecem um feedback aos participantes do exercício, analisando seus pontos fortes e fracos.

Além disso, os talentos também ficam sabendo sobre as atitudes esperadas deles em casos semelhantes ocorridos no dia a dia do emprego.

Coletiva

Também conhecida como dinâmica de grupo, esse tipo de entrevista reúne vários candidatos ao mesmo tempo. Eles devem responder a questões e, muitas vezes, são desafiados a resolver desafios.
Dessa forma, precisam apresentar estratégias (individualmente ou em grupo) e competir com seus pares para provar quem está mais apto a assumir o cargo. Esse tipo de entrevista é mais indicado para postos que demandem uma postura mais impositiva, como gestor de vendas.

Painel

Nesse tipo de entrevista, o candidato é sabatinado por vários entrevistadores. Para poupar tempo e ter uma visão mais global do talento, as perguntas vão além da trajetória profissional e são incluídas questões sobre comportamento.

Online

Mais populares do que nunca, as entrevistas online foram a saída encontrada pelos gestores de RH para ter contato com os candidatos em 2020, em razão da pandemia e do trabalho remoto. As videochamadas vieram para ficar e são bastante vantajosas, já que poupam tempo e alcançam talentos em qualquer parte do globo.

Por etapas

Como o próprio nome diz, é dividida em fases para avaliação de competências teóricas e práticas. Como leva mais tempo para ser concluída, só é válida quando não houver pressa para preencher a vaga.

Desafio

Com o intuito de avaliar o raciocínio lógico do candidato, além das tradicionais perguntas, aqui são aplicados jogos ou desafios.

É interessante utilizar esses tipos de entrevista para cargos que demandem criatividade e tomada de decisões sob pressão. Vale ainda considerá-la nas avaliações em grupo.

Estresse

Opção indicada para avaliar candidatos, que ocuparão cargos que envolvem alto nível de tensão em suas rotinas. O gestor de RH pode seguir o caminho das entrevistas estruturadas ou não estruturadas, mas mantendo um comportamento diferente: talvez indiferente ou mesmo um pouco agressivo.

Questões incômodas são frequentes a fim de testar o temperamento do profissional e ver se ele mantém uma postura fria e racional.

Como criar um roteiro de entrevista

Agora que você ficou por dentro de vários perfis de entrevista, é necessário estruturá-las para dar encaminhamento aos seus processos. Acompanhe dicas para criar seu roteiro de entrevista:

Analise o cargo

Ao observar a vaga, tenha em mente o perfil de profissional que a ocuparia da melhor maneira. De acordo com as soft e hard skills necessárias, selecione o modelo da entrevista e os entrevistadores.

Defina as questões

Veja o que é realmente necessário perguntar ao candidato. Não faça uma lista gigantesca de questões pouco acuradas, valorize o seu tempo e o do profissional que será entrevistado.

Lembre-se: opte sempre pelos tipos de entrevista mais adequados às suas demandas.

Reserve tempo para falar da sua empresa

Lembre-se de contar um pouco sobre a companhia, valores, missão e, se possível, quais são os planos futuros da organização.

Não deixe de comentar sobre as metas da companhia e expectativas para o cargo. Reflita se é melhor falar sobre isso no início ou fim da entrevista.

Prepare o candidato

Se a entrevista for em grupo (como em dinâmicas) ou houver testes, avise previamente o profissional para que ele não tenha surpresas na entrevista e se sinta mais confortável para seguir adiante no processo.

Abra espaço para o candidato

Mesmo se optar por um modelo mais engessado de entrevista, reserve um tempo para o candidato questionar sobre a vaga ou a empresa. Talvez nesse diálogo fique mais claro quais são as pretensões de ambos.

Fale dos próximos passos do processo

De acordo com especialistas de um portal de recrutamento norte-americano, ao fim da entrevista, é sempre aconselhável detalhar os próximos passos do processo de recrutamento.

Por exemplo, informe o candidato se haverá uma segunda entrevista. Se sim, com explique com quem será. Explique também ao profissional também qual é o tempo médio de fechamento da vaga, esse dado será precioso para tirar um pouco da ansiedade do candidato.

Achou o conteúdo interessante? Então não deixe de conferir também artigo sobre como escolher o melhor software de recrutamento e seleção. Também indicamos a leitura de um post que aborda as tendências de recrutamento. Boa leitura!