Institucional Candidatos Empresas

Saiba a importância de adaptar as suas habilidades já possuídas ao novo mundo digital

Para conseguir ou manter um bom emprego é necessário acompanhar as tendências e as novas tecnologias. A maioria das pessoas sabe disso, mas, hoje em dia, entra em jogo uma nova forma de fazer isso, o reskilling. Ele, nada mais é que a capacidade que o indivíduo tem de adaptar as suas habilidades já possuídas ao novo mundo digital.

Segundo estudo do McKinsey Global Institute, aproximadamente 375 milhões de profissionais – ou 14% da força de trabalho global – podem precisar trocar de ocupação até 2030, em consequência da disrupção provocada por digitalização, automação e inteligência artificial no mundo do trabalho. E no recrutamento e seleção e RH não é diferente.

Portanto, atualizar suas competências e habilidades já é indispensável para profissionais que quiserem continuar ativos e desenvolvendo sua carreira dentro de um RH mais ágil e tecnológico.

 

Atualizando suas competências técnicas

Ao contrário do que parece, para estar preparado para o futuro do trabalho os integrantes do RH não precisam começar a fazer uma graduação, uma pós, ou se formar em algo relacionado à tecnologia, mas sim, estar preparado para lidar com dados, com os avanços tecnológicos e como eles afetam seu dia a dia, além de desenvolver essa visão e acompanhar de perto essa transformação.  

Alguns especialistas recomendam buscar a chamada “fluência digital”. Essa característica, aliás, é o que deve garantir boa parte da sua empregabilidade nos próximos anos. Desenvolvê-la não é um grande desafio. Você pode buscar cursos online, muitos deles até gratuitos, para desenvolver competências técnicas que que precisa.

Ter conhecimento, mesmo que superficiais, em design thinking, marketing digital, people analytics, chatbots e outros pontos são essenciais para o futuro do trabalho em recursos humanos e recrutamento e seleção. Já se familiarizou com esses conceitos? Análise de dados, conhecimento em finanças, Search Engine Optimization (SEO) e gerenciamento de projetos são outras competências técnicas bem-vindas na área de pessoas. Quais delas você já está desenvolvendo?

 

Competências comportamentais também

Não só a parte técnica conta no reskilling mas também as competências comportamentais. Normalmente, elas são mais difíceis de desenvolver, mas também por isso são mais valorizadas no mercado de trabalho. Criatividade, comunicação e adaptabilidade serão cada vez mais buscadas por empresas de todos os tipos.

 

Além de ter o diferencial no comportamento, ser líder, saber gerir pessoas é um ativo importante, independentemente do momento de carreira que você esteja vivendo, seja como analista ou como gerente de RH.

 

Não voltaremos a estaca zero

A grande questão do reskilling é, não parar, e não voltar tudo da carreira para a estaca zero para acompanhar o futuro. É sempre importante não parar de se atualizar e acompanhar a transformação digital e os impactos que ela tem sobre as suas próprias funções no trabalho.

 

Quer saber mais sobre o futuro do trabalho? Veja como serão os talentos 4.0 e muito mais, no blog do VAGAS for business.

Deixe seu comentário

Sign in to post your comment or sign-up if you don't have any account.