Institucional Candidatos Empresas

Aplicar tecnologia ao contratar gera agilidade em seus processos.

Usar tecnologia para recrutamento é pré-requisito para o RH que quer ser considerado um RH Tecnológico. Afinal, com a ajuda das novas ferramentas de seleção com aplicação de dados e inteligência artificial, todo o processo ganha bastante agilidade e eficiência.

Tecnologia para recrutamento: eficiência e inovação

A tecnologia para recrutamento pode otimizar os processos de atração, triagem e seleção de candidatos em diversas etapas, liberando os profissionais de R&S para o contato pessoal com os candidatos e as tarefas mais estratégicas. Confira alguns exemplos de inovação que o uso das novas ferramentas pode trazer.

Busca e seleção de candidatos

A tecnologia ajuda a buscar os candidatos com match ideal para sua vaga ao colher dados de diversas fontes, incluindo as próprias redes sociais dos profissionais, seus portfólios profissionais, currículo e rede de contatos.

Análise de grande quantidade de dados

A imensa quantidade de dados que temos à disposição hoje só tem valor se puder ser devidamente organizada e analisada, tarefa que só é possível executar com a ajuda da tecnologia. Quem, afinal, tem equipe e tempo suficientes para fazer isso de forma manual?

Triagem de currículos

Ferramentas de recrutamento disponibilizam inúmeros critérios para você selecionar apenas os currículos que preenchem os requisitos de cada vaga. Além de agilizar a etapa de triagem, a tecnologia elimina o fator “subjetivo” desta etapa e evita que profissionais de R&S percam tempo com currículos que não estejam aderentes.

Testes online

Ainda na fase de triagem, algumas ferramentas permitem que testes sejam enviados aos candidatos. A própria tecnologia avalia os resultados e já indica quais deles atingiram a nota mínima exigida para seguir para a próxima etapa.

 

Inteligência artificial

A inteligência artificial pode ser útil em várias fases do recrutamento. Outro exemplo é machine learning. Como o próprio nome sugere, a máquina aprende com os dados dos candidatos que foram contratados no passado. Ela avalia quais conhecimentos, habilidades e competência eles tinham durante o recrutamento e o quanto eles foram bem ou malsucedidos na função, com base em taxas de desempenho, estabilidade e turnover. A partir daí, aplica o “aprendizado” para selecionar e classificar candidatos para os próximos processos de recrutamento.

Ou seja, a tecnologia permite fazer uma análise preditiva para prever quais são os candidatos mais adequados para determinadas funções analisando dados dos profissionais da empresa que obtiveram melhores performance naquelas posições.

Interação com chatbots

Chatbots estão sendo utilizados para interagir com os candidatos quando eles estão ávidos por feedbacks e informações das próximas etapas da seleção. Essa interação frequente pode melhorar bastante a experiência do candidato.