Gestão do trabalho remoto está entre os temas mais pesquisados por líderes e RHs no mundo inteiro após o anúncio da pandemia de Covid-19.

Uma simples busca pelo termo “trabalho remoto” no Google Trends comprova esta afirmação. Entre os dias 8 e 15 de março deste ano, a procura por essas palavras teve um pico. Foi justamente nesta época que as companhias foram forçadas a tomar medidas restritivas e encaminhar seus colaboradores para o trabalho a distância.

O planejamento deu lugar à ação rápida e sem muito alinhamento. Todos tiveram de trocar o pneu com o carro em movimento. Mas, passados dois meses do susto, que tal voltar alguns passos e promover uma programação de gestão de trabalho remoto?

Vamos abordar alguns caminhos de como fazer a gestão do trabalho a distância, além de ferramentas para gerenciar o home office. Afinal, especialistas em futuro do trabalho indicam que essa é uma tendência que vai permanecer no mundo pós-pandemia.

Como fazer a gestão do trabalho remoto

Antes do surto de coronavírus, o debate sobre trabalho remoto já ganhava musculatura no ambiente corporativo. Um levantamento da Global Workplace Analytics, conduzido antes da pandemia, já mostrava que nos Estados Unidos, de 2005 a 2017, o trabalho a distância cresceu 159%.

As mudanças que o trabalho remoto introduziu ocorreram de forma tão gradual que, até então, as pessoas não haviam sequer notado a diferença. Mas sua popularidade está em uma crescente com a pandemia. O que, antes, era uma raridade vista em um conjunto seleto de trabalhadores, está rapidamente se tornando uma característica definidora do futuro do trabalho.

Elementos que devem ser observados no home office

Dito isto, engajar colaboradores remotos exige um esforço deliberado e em estreita cooperação para criar uma cultura de trabalho a distância positiva e eficiente. Não adianta estabelecer uma política de home office sem alinhá-la antes com quem está do outro lado. E, durante este episódio de isolamento social, as empresas têm adotado a política de flexibilização caso a caso.

A gestão de trabalho remoto deve, portanto, levar em conta os seguintes pontos:

  • Cultura: de alguma forma, elementos da cultura da empresa precisam estar presentes no trabalho remoto;
  • Produtividade: a avalição constante da produtividade do trabalho remoto é um balizador para a continuidade do programa no pós-pandemia;
  • Comunicação: é bom observar se a política de home office inclui as preferências de comunicação das diferentes gerações;
  • Segurança da informação: é preciso estabelecer com a área de TI quais serão as medidas de segurança da informação no home office para que nenhum dado da empresa seja vazado ou perdido.

 

Para tornar esse processo um pouco menos doloroso, separamos algumas dicas para você. Lembrando ainda que não há fórmulas prontas neste “novo normal”? as regras terão de ser ajustadas ao longo do processo.

Configure expectativas e reveja metas

O momento de maior sufoco já passou. As pessoas já conhecem os sabores e dissabores do trabalho em casa no contexto da Covid-19. Agora, é hora, portanto, de alinhar expectativas. Veja quem está performando melhor e quem está com baixos índices de produtividade.

Esses dados servirão para estabelecer uma política de home office mais one to one para seus colaboradores, assim como para configurar as expectativas e rever metas de trabalho para os próximos meses

A medida também ajudará a organização a saber quem deve ser mantido ou não no home office após a pandemia.

Comunique-se constantemente

O trabalho remoto acaba por diminuir o bate-papo, as conversas paralelas entre os colegas de trabalho, o que leva alguns colaboradores a se sentirem deprimidos, ainda mais na situação de isolamento social. É preciso trabalhar contra isso.

Para combater essa condição, incentive seus colaboradores a usar chamadas de vídeo todos os dias, pois elas simulam melhor uma conversa presencial do que a comunicação por escrito.

É importante também destacar que todos tenham a chance de compartilhar seus pensamentos sobre o tema em pauta, de modo a permitir uma conversa aberta e que todos os participantes possam adicionar observações à agenda.

Por outro lado, há pessoas que, nesse momento de isolamento social, relatam que há uma constante troca de mensagens desnecessárias e prolixas entre os colaboradores. Por isso, o RH precisa ficar em contato com os líderes e saber o que está acontecendo, na prática, para sempre ajustar os pilares do home office.

Crie conexões fora do escritório

Se a sua empresa ainda não criou nenhum programa de conexão entre os colaboradores no ambiente virtual desvinculado das questões corporativas, é bom agir rápido. É importante que as pessoas interajam fora do “escritório virtual” e desabafem para os colegas de trabalho situações que estão vivendo nesse “novo normal”.

Programas como happy hour virtual, ginástica laboral online e até competição de jogos virtuais são uma boa pedida. Na VAGAS.COM também foi criado o programa Isolados Anônimos, para que as pessoas possam expor as dificuldades enfrentadas nesse período e, com a ajuda dos colegas, encontrar formas para resolvê-las.

Recrutamento e onbording online

Sabe aquelas vagas congeladas? Então, é possível que a empresa queira retomá-las em breve. Afinal, não se sabe se essa situação de isolamento social será postergada ou continuada em um outro momento.

Por isso, é bom já preparar recrutamento e onbording totalmente digitais. Para isso, certifique-se de utilizar uma tecnologia que seja sua aliada no R&S e verifique boas práticas do mercado, em empresas que já estão atuando neste cenário.

Os arranjos de trabalho remoto podem variar muito. Podemos ter trabalhadores que estão em casa apenas com o cônjuge, outros com filhos, outros isolados, sem qualquer contato presencial. Existem ainda aqueles que resolveram voltar a sua cidade natal, seja no Brasil, seja no exterior.

A melhor abordagem para gerenciar funcionários remotos, portanto, dependerá de uma análise acurada do cenário. Não há fórmulas prontas, é preciso ajustar a política sempre que achar necessário.

Quer saber mais sobre trabalho remoto? Que tal, então, entender tudo sobre Recrutamento Online.