Veja a importância do exame admissional e como definir uma clinica parceira

Ao empregar novos funcionários, o RH deve observar se o processo de contratação segue as determinações legais da Consolidação das Leis do Trabalho (CLT). Um dos primeiros passos admissionais é a solicitação do exame admissional ao profissional. Mas como escolher uma clínica de exame admissional que atenda as obrigações da Lei e ofereça um bom atendimento ao novato?

Para ajudar a área de gestão de pessoas nessa tarefa, elaboramos a seguir um miniguia com dicas de como fazer a escolha mais certeira para a sua organização!

Mas antes, entenda a importância de um exame admissional, tanto do ponto de vista organizacional como do colaborador

O que é exame admissional?

É obrigação legal das empresas, independente do porte, pedir exame admissional dos colaboradores, tanto para documentação exigida por lei, quanto para analisarem a saúde e o perfil dos futuros admitidos.

O exame admissional deve ser solicitado pela empresa contratante e realizado pelo futuro funcionário antes dele começar as atividades laborais, conforme exigência da CLT.

Um médico especialista em medicina do trabalho realizará o exame, que tem por objetivo comprovar o bom estado de saúde mental e física do profissional que está sendo contratado.

Em um exame médico admissional são realizadas as seguintes análises clínicas:

  • aferição da pressão arterial;
  • exame básico de visão;
  • indicação de peso e altura;
  • questionário sobre hábitos de saúde e doenças pré-existentes;
  • Para algumas funções são necessários exames complementares

Porque o exame admissional é tão importante?

O exame admissional é uma garantia — tanto para o empregador quanto para o empregado, que determinará a condição de saúde do funcionário ao ingressar na empresa.

No caso da empresa, a avaliação assegura que o novo colaborador não terá impeditivos na execução de seu trabalho e protege a organização de ser responsabilizada por doenças preexistentes.

A empresa também consegue evitar implicações legais pelo não cumprimento de normas obrigatórias e reduzir acidentes no ambiente de trabalho.

Para o funcionário, além da liberação médica, há a garantia de que a lei seja cumprida, caso ele enfrente problemas de saúde após iniciar no novo emprego.

Como escolher uma clínica de exame admissional?

Como observado, a seleção da clínica de exame admissional parece ser um trabalho pouco estratégico. No entanto, como questões trabalhistas e possíveis gastos médicos podem envolver a escolha, um simples erro pode acarretar dores de cabeça e gastos extras no futuro.

Ademais, empresas que prezam por uma boa experiência do funcionário, não querem começar com o pé esquerdo, indicando uma prestadora de serviço que deixe uma má impressão no novo contratado.

Para não cair nessa armadilha, fique atento, as nossas dicas, a seguir!

 Avalie os serviços oferecidos

Escolher uma clínica para exame admissional envolve uma série de critérios técnicos, quantitativos e qualitativos, tais como:

  • Bom atendimento;
  • Qualificação técnica dos profissionais que trabalham na clínica;
  • Variedade de exames;
  • Valor da prestação de serviço

Fazer uma bateria de exames também começa com uma boa coordenação de atendimento. Em geral, são muitos trabalhadores atendidos diariamente nas clínicas de medicina ocupacional e manter tudo sobre controle depende da estrutura existente.

Isso engloba tanto o atendimento no local quanto a gestão de todo o processo. Portanto, uma boa clínica para o exame admissional precisa ter os seguintes itens:

  • Um sistema ágil de marcação de consultas e entrega de resultados, se possível em plataformas digitais;
  • Estrutura física que comporte o fluxo de pessoas que passam pelo local – esse critério fica ainda mais relevante em tempos de pandemia;
  • Equipamentos adequados para a realização dos exames;
  • Corpo de funcionários qualificados em todas as especialidades;
  • Ela deve ser apta a receber pessoas com necessidades especiais.

Analise o corpo de funcionários

O quadro de funcionários técnicos e de atendimento, deve ser observado antes de fechar o martelo na escolha da clínica de exame admissional. Para tanto observe, se os profissionais são aptos às novas tecnologias de medicina do trabalho e também tem o cuidado redobrado no atendimento ao cliente.

Para tanto, faça uma pesquisa detalhada da clínica em sites como Reclame aqui e verifique se há queixas da empresa e se elas são recorrentes e/ou procedentes.

Se possível, veja se a prestadora de serviço também não tem nenhuma reclamação formal no Ministério do Trabalho, órgão que regulamenta o funcionamento das clínicas de Medicina do Trabalho.

Entenda o nível de satisfação

Mas se você ainda não está seguro com as informações obtidas do nível de satisfação do cliente, procure clínicas com boas referências e comprovada experiência nesse ramo de atuação, pois exames admissionais feitos com pouca qualidade podem gerar problemas para a empresa em diferentes momentos do contrato de trabalho do funcionário.

Analisar os alvarás e licenças dos órgãos fiscalizadores também é outro fator importante na escolha da clínica de medicina do trabalho. Isso garantirá maior qualidade, conforto e privacidade para os pacientes.

A localização da clínica de medicina do trabalho e seu reconhecimento no mercado também são pontos importantes. Lembre-se: estabelecimentos de medicina do trabalho em bons locais facilitam o trânsito das pessoas e evita longos deslocamentos.

Avalie custos

Por fim, avalie os custos e a variedade de exames oferecidos pela clínica. Uma boa clínica para exame admissional também deve estar capacitada para realizar outros exames essenciais para a medicina ocupacional e do trabalho. Ter um bom portfólio mostra versatilidade e compromisso com as necessidades dos clientes.

Esse portfólio certifica que a clínica está preparada para cobrir todas as necessidades dos clientes e centralizar os serviços de saúde necessários aos programas de saúde ocupacional da empresa. No entanto, é preciso sempre observar o budget que o RH dispõe para esse tipo de serviço.

Cuidar da saúde do trabalho é missão do RH e o exame admissional é o primeiro documento que oferece dados a respeito. Mas se você quiser saber um pouquinho mais sobre doenças que acometem o ambiente de trabalho, leia um post sobre absenteísmo e outro sobre burnout.