Apesar da crise de coronavírus, a máquina não pode parar. Preparamos um guia para você contratar na quarentena e preencher vagas sem sair de casa

Apesar de o recrutamento online já ser uma realidade, ele está cada vez mais em alta, principalmente no contexto de pandemia que vivemos. Profissionais do mundo inteiro estão em quarentena trabalhando de suas casas para evitar a disseminação do coronavírus. Desse modo, reuniões e entrevistas devem ser conduzidas por meio digital.

Há uma mudança social em curso dada a crise na saúde. Organizações que ainda resistiam aos processos digitais foram estimuladas a recorrer às soluções virtuais. No caso do RH, isso significou investir ainda mais em ferramentas de recrutamento digitais e usar mecanismos de trabalho remoto.

Continue lendo e entenda como as soluções de recrutamento online podem te ajudar na hora contratar na quarentena e como aproveitar o confinamento para entrar em contato com candidatos.

É possível contratar na quarentena?

Neste momento, no qual muitos estão trabalhando remotamente devido ao surto de covid-19, é útil olhar para momentos difíceis do passado e ver como as empresas sobreviveram a outras crises.

De acordo com um artigo publicado pela Harvard Business Review, “as empresas que dominam o delicado equilíbrio entre cortar custos para sobreviver hoje e investir para crescer amanhã se saem bem após uma recessão”.

Em outras palavras, apesar da crise sanitária, a máquina não pode parar, bem como as contratações para impulsionar os negócios após essa pandemia. Mas como contratar sem sair de casa?

Tecnologia impulsiona o recrutamento na quarentena

Vivemos em um mundo impulsionado pela tecnologia. Temos, agora, a capacidade de trabalhar com qualquer pessoa em qualquer lugar do mundo. Podemos também anunciar, entrevistar e contratar pessoas por meios digitais, sem sequer sair de nossas casas.

Apesar de existirem diversas ferramentas de R&S virtuais, poucas empresas, até então, trabalhavam com recrutamento 100% digital. A atual crise, no entanto, está acelerando esse processo, que apresenta como benefícios:

  • Mais economia, facilidade, flexibilidade e intuição;
  • Respostas em tempo real;
  • Alcance de um maior número de candidatos;
  • Potencialização da marca empregadora;
  • Agilidade na contratação.

Economia do processo

Você não precisa mais pagar anúncios em mídias impressas para atingir a todos indiscriminadamente, principalmente quando quer contratar na quarentena. A possibilidade de segmentar seu anúncio para o público-alvo, de acordo com indicadores online, fará você pagar apenas pela quantidade de exposição que deseja.

Respostas em tempo real

A maioria das postagens de emprego aparece em tempo real. Isso pode ajudá-lo a diminuir seus esforços para atrair mais candidatos, filtrá-los melhor (profissionais no início e não com uma trajetória maior de carreira, por exemplo) ou até impedir novas inscrições, se você já encontrou a pessoa certa para a vaga.

Alcance maior

Anunciando online, você aumenta sua exposição a um enorme pool de candidatos e facilita o trabalho de contratar na quarentena.

Se procura por profissionais mais jovens, em particular, o recrutamento online é provavelmente a estratégia mais eficaz e eficiente possível. Nos Estados Unidos, por exemplo, 98% da faixa etária de 18 a 29 anos são usuários ativos da internet.

Fácil e intuitivo

Quase todo mundo pode postar um anúncio de emprego online, isso porque a maioria dos programas estabelecidos torna o processo claro, fácil e intuitivo.

Por outro lado, o procedimento também é muito simples para o candidato, tornando rápida a conexão imediata das partes interessadas.

Potencializa a marca empregadora

A publicação de vagas online oferece a chance de potencializar a sua marca empregadora e seu marketing de recrutamento. Em um anúncio de vaga, por exemplo, você pode ser mais criativo ao anexar um vídeo curto mostrando a cultura e os benefícios de trabalhar para sua empresa.

Na visão do candidato, companhias que usam a tecnologia dessa maneira provam que não têm medo de inovar e que estão abertas ao novo modelo de trabalho.

Mais flexibilidade

Não importa onde você esteja no mundo, se possuir um dispositivo e uma conexão à internet, poderá executar todas as tarefas de gerenciamento de um processo de R&S, o que facilita o preenchimento de vagas na quarentena.

Você pode modificar seu anúncio de emprego, ver quantas respostas tem e até se comunicar diretamente com os candidatos.

Agiliza o processo de contratação

Todas essas vantagens levam diretamente ao principal benefício de um processo de contratação 100% digital: tempo de admissão reduzido.

Você pode selecionar (ou até entrar em contato direto) com os melhores candidatos com a ajuda de um software de recrutamento e seleção integrado com diversas soluções, passando pelo anúncio de vagas a gestão da experiência do candidato e videoentrevista.

Videoentrevista durante quarentena

A videoentrevista, aliás, pode ser uma ferramenta fundamental para você chegar ao candidato ideal neste momento de crise. Com as restrições de viagens e de convívio social, as pessoas não estão se deslocando a negócios, nem ao ambiente de trabalho, isso significa que elas têm mais tempo para participar de processos de R&S.

Nesse contexto, as entrevistas online se adequam às possíveis contratações durante o período de confinamento, pois o candidato e o recrutador podem participar desse bate-papo sem sair de casa.

Os mecanismos de inteligência artificial na videoentrevista, presentes em muitas plataformas, também agilizam o processo de match de habilidades do candidato com as requeridas pela vaga.

No entanto, é preciso ficar claro para ambas as partes, candidato e recrutador, as peculiaridades do processo digital. Entrevistar online e pessoalmente são duas experiências completamente diferentes.

A videoentrevista, em uma primeira fase, pode ser inclusive feita sem um recrutador. Fazer uma entrevista olhando apenas para a câmera do computador, pode ser desafiador para alguns candidatos.

Mesmo com o contato virtual com o gestor de RH e demais decisores do processo, há candidatos que relatam certo desconhecimento em como se portar nessa situação. Para eles, manter uma proximidade mais informal com a pessoa do outro lado da tela é mais difícil, e a interpretação de gestos e olhares em um ambiente virtual fica mais comprometida.

Independentemente do meio para o processo de R&S, você pode atingir o mesmo objetivo: a contratação dos profissionais mais adequados. Por outro lado, se não considerar uma mudança no processo de contratação, sua concorrência estará admitindo os melhores talentos e avançando mais rápido que você, à medida que o mercado se recuperar.

Quer saber mais sobre o recrutamento digital? Leia, então, a reportagem “Admissão Digital no RH facilita contratações durante pandemia“.