Veja as principais estratégias para alavancar o recrutamento passivo

Candidatos passivos são aqueles que se sentem satisfeitos com seu trabalho atual, mas não descartam a chance de mudar de emprego. Talvez sejam a categoria mais complicada de recrutar, já que são difíceis de encontrar e se conectar, além de exigentes em suas expectativas. Contudo, esses profissionais podem ser muito vantajosos para a empresa, já que costumam ter mais fit cultural e habilidades adequadas para serem bem-sucedidos em uma posição específica. Além disso, costumam ser transparentes, pois buscam se impressionar com a empresa e não o contrário.

Felizmente, como acontece com qualquer segmento do pool de talentos, ter uma estratégia forte em vigor pode melhorar os resultados. Por isso, apresentamos estratégias comprovadas para ajudá-lo a encontrar candidatos passivos que podem ser perfeitos para sua organização.

Quem são os candidatos passivos?

Candidatos passivos são profissionais que estão empregados e não buscam ativamente por um novo emprego, mas considerariam a possibilidade mudar de empresa dependendo da oportunidade oferecida.

Uma pesquisa da GCS Recruitment descobriu que 70% dos profissionais no mercado de trabalho são candidatos passivos, uma porcentagem relativamente alta.

Como atrair candidatos passivos?

Candidatos passivos são focados na carreira e não sairão de seus empregos até que surja uma oportunidade melhor. Veja as dicas da Society for Human Resource Management (SHRM) para atraí-los para sua empresa.

Fortaleça o employer branding

Investir na reputação da organização como empregadora, chamada de employer branding, geralmente resulta na atração de colaboradores com fit cultural.

Marcas empregadoras fortes costumam realizar ou apoiar ações de desenvolvimento social, ganhar prêmios de RH, investir em treinamentos e manter um ambiente de trabalho voltado à inovação e contribuições colaborativas. Uma vez estabelecidas, as ações precisam ser divulgadas para o mercado de trabalho, principalmente por meio das redes sociais. Somente assim os candidatos passivos saberão que sua organização é um bom lugar para se trabalhar.

Também vale estar de olho no que funcionários atuais e antigos falam sobre a organização, principalmente em sites de avaliação de empresas. Responda cada feedback, independente de ser positivo ou negativo, e considero-os como norteadores para melhorar ainda mais o espaço corporativo.

Avalie as necessidades da empresa

Antes de começar a atrair candidatos passivos, é indicado entender as lacunas e os desafios atuais da sua organização. Esse trabalho pode ser feito seguindo os passos abaixo:

  1. Realize um estudo para identificar quais habilidades são imprescindíveis para o negócio e avalie o quão críticas são com base nos objetivos da organização.
  2. Identifique as habilidades dos funcionários atuais – seja por avaliações de desempenho ou conversas com supervisores e gerente – e classifique-as quanto à criticidade.
  3. Compare os resultados obtidos nas duas etapas anteriores. As diferenças encontradas revelarão as lacunas de habilidades atuais.

 

As lacunas devem ser usadas para atrair candidatos passivos com perfis ideais para a empresa. Por exemplo, se o plano estratégico da companhia visa a expansão da área de tecnologia e a redução do departamento de vendas, o RH deve antecipar-se e tentar atrair mais pessoas com habilidades técnicas do que com treinamento em vendas.

Busque nos lugares certos

Se a montanha não vai a Maomé, Maomé vai à montanha, e não é diferente quando se tratam de candidatos passivos. Observe quais lugares eles frequentam, seja física ou virtualmente. Se você está procurando alguém que possa analisar big data, por exemplo, almeje grupos sobre o assunto nas redes sociais e eventos de networking e conferências.

Outras maneiras de encontrar candidatos passivos incluem:

  • Manter perfis da empresa atualizados e abordar profissionais em redes sociais profissionais;
  • Publicar anúncios de vaga em associações e sindicatos;
  • Realizar programas de indicação de funcionários;
  • Criar ou alimentar o blog da empresa com conteúdos sobre como é trabalhar nela;
  • Realizar ou patrocinar eventos on-line (como webinar) de áreas com candidatos de seu interesse.

 

Construa um relacionamento duradouro

Candidatos passivos costumam estar felizes com seu emprego atual e não desejam mudar para outro levianamente. Isso torna a construção de relacionamentos uma obrigação para atraí-los e mantê-los interessados na sua empresa.

Esse relacionamento deve ser construído ao longo do tempo por uma comunicação autêntica, seja com artigos em blogs, posts em redes sociais ou e-mails. Durante o contato, tente entender seus objetivos de carreira em curto e longo prazo e envie-lhes conteúdo rico sobre suas áreas de especialização. Táticas como estas aumentam a receptividade a contatos futuros.

Também é possível construir relacionamento ao enviar materiais de marketing de recrutamento por e-mail, como aqueles que contam o dia a dia, as novidades e os desafios da organização. O envio eletrônico permite coletar dados sobre quem abre as mensagens, quem cancela a inscrição, etc. Essas análises podem indicar quais candidatos estão mais abertos a serem recrutados e quais não estão.

Facilite o processo de candidatura

O último obstáculo é converter o interesse em candidatura. Para isso, considere tornar o processo de inscrição fácil e rápido, já que candidatos passivos não gastam muito tempo em formulários morosos ou complicados.

Inscrições on-line que exigem cliques demais ou que não são projetadas para acesso via celular podem desencorajar profissionais a concluírem a inscrição.

Adapte as outras fases da seleção

Há coisas que não devem ser feitas ao lidar com candidatos passivos:

  • Não os questione como se fossem candidatos ativos, como ao fazer a pergunta “por que devo contratá-lo?”, já que isso pode afastá-los;
  • Não espere que eles tenham realizado pesquisas profundas sobre sua organização – afinal, você foi até eles, eles não vieram até você;
  • Evite atraí-los com um trabalho igual ao que desenvolvem atualmente, mas ofereça um com responsabilidades adicionais ou oportunidade de desenvolver novas habilidades.

 

Quer saber mais sobre recrutamento passivo? Então entenda a importância do papel do headhunter.