Como investir na cultura de inovação de startups na liderança do RH pode ser benéfico às organizações

O mundo é plural, mas a sua empresa também é? Se você deseja ampliar ou mesmo transformar suas equipes, saiba que o VAGAS for business oferece ferramentas de suporte à evolução em diversidade e inclusão.

Tão variado quanto desigual. Infelizmente, ainda hoje, a enorme variedade cultural do Brasil, com sua riqueza de etnias, origens, sotaques e costumes, não se repete quando abordamos o mundo do trabalho. O Brasil corporativo ainda é dominado por homens brancos de classe média-alta.

Investida contra o racismo

Uma pirâmide com o topo formado por brancos e a base sustentada por negros não é só uma impressão, mas fato comprovado por estudo realizado pelo VAGAS.com em 2020, com base em mais de 200 mil usuários.

Embora mais da metade dos participantes tenha declarado ser parda ou preta, os negros ocupam apenas 0,7% dos cargos de direção. Já brancos, amarelos e indígenas aparecem com 2%, cada.

O oposto acontece quando o assunto são posições operacionais e técnicas, conduzidas, em sua maioria, por afrodescendentes (47,6% e 11,4%, respectivamente).

Autodeclaração racial

Para contribuir com a evolução em diversidade e inclusão, o VAGAS for business oferece a possibilidade de realização de processos seletivos voltados para negros por meio do recurso de autodeclaração racial.

Mediante assinatura de um termo de responsabilidade a empresa contratante passará a ter o critério racial disponível no seu processo seletivo. Trata-se de uma espécie de compromisso das empresas para a inclusão de profissionais negros nos processos seletivos. E, a julgar pelas respostas de profissionais de recursos humanos que já estão usando esse recurso, a ferramenta está sendo bem útil.

Em uma pesquisa recente com a base de clientes do VAGAS for business, 80% das empresas afirmaram que estão tendo uma ótima experiência em relação a encontrar profissionais negros na base de currículos do VAGAS.com.br através do critério de raças.

Além do mais, 60% desses profissionais de RH indicaram que candidatos negros, selecionados com a ajuda da ferramenta autodeclaração racial, tem sido finalistas nos processos seletivos; alguns, inclusive, foram contratados por meio desse recurso.

“A VAGAS olha com muito carinho para a diversidade. A ideia é que a gente evolua o nosso produto para que ele evolua com a gente nesse ponto”, destaca Isabela Vargas, da área de Marketing da empresa.

Processo seletivo mais inclusivo

O tema também ganhou bastante evidência no país em setembro de 2020 quando o Magazine Luiza decidiu realizar um recrutamento exclusivo para candidatos pretos. Publicamos, inclusive, um artigo chamado “Por que conduzir processos seletivos para contratar profissionais negros?” sobre a importância dessa questão.

Ao longo do texto, destacamos que, além de ser uma reparação histórica, uma justiça social, a contratação de negros traz incontáveis benefícios para diversidade e rentabilidade. “Em um estudo McKinsey & Company aponta que empresas com mais diversidade étnica em cargos executivos têm 36% a mais de chance de aumentar o lucro.”

Apoio aos PCDs

A evolução em diversidade e inclusão precisa avançar em várias frentes. Pesquisa realizada, em junho de 2020, pela Locomotiva, em parceria com a Central Única de Favelas, revelou que para 46% dos brasileiros existe pouca ou nenhuma diversidade de cor na empresa em que trabalham.

A situação é também bastante grave quando falamos de pessoas com deficiência (PCD), que somam cerca de 12,7 milhões de cidadãos no país de acordo com o Censo 2010 promovido pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

De acordo com a Lei 8.213/91 (Lei de Cotas), toda empresa brasileira com cem funcionários ou mais é obrigada a ter de 2% a 5% dos seus cargos preenchidos por pessoas com deficiência. No entanto, dados da Relação Anual de Informações Sociais (RAIS) de 2018 apontam que havia cerca de 486 mil pessoas com deficiência empregadas naquele ano, correspondendo a cerca de 1% das ocupações no mercado formal, segundo matéria do Jornal da Unicamp.

Maya, intérprete virtual de libras

Para ajudar a virar esse jogo, o VAGAS for business está investindo em ferramentas para maior inclusão de PCDs, caso da Maya. Nossa intérprete virtual de libras apoiará os candidatos surdos, garantindo acessibilidade digital em nossos canais.

Desenvolvida pela Hand Talk, a Maya é um plugin de acessibilidade, que realiza a tradução de conteúdos de textos e imagens para a Língua Brasileira de Sinais, levando aos candidatos surdos a autonomia necessária durante a navegação no site e no blog.

E, para melhorar ainda mais, o VAGAS possibilitará também a inclusão de candidatos com baixa visão, pois contará com o recurso de áudio descrição, apoiando essas pessoas através da leitura de tela.

Nossa plataforma está pronta para a abertura de vagas para PCD em poucos cliques, com possibilidade de recebimento de laudo online.

 

Gostou do conteúdo e pretende investir mais em equipes plurais? Então, não deixe de ler estes artigos sobre como atrair candidatos diversos em seu funil de contratação e como promover uma cultura de diversidade e inclusão na empresa.