Existem três tipos de recrutamento e seleção: interno, externo e misto. Cada um apresenta prós e contras e o ideal depende das necessidades pela contratação.

Muitas organizações gastam recursos e tempo consideráveis ​​para recrutar novos talentos. Determinar os melhores tipos de recrutamentos e seleção, bem como estratégias adequadas para encontrar os candidatos certos é fundamental para o sucesso da área de gestão de pessoas.

Práticas eficazes de contratação podem economizar tempo, dinheiro e outros recursos da sua empresa. Por outro lado, escolher o método errado levará a esforço desperdiçado e custo de oportunidade perdido.

O sucesso do recrutamento de novos funcionários depende dos métodos que uma organização escolhe. Neste artigo, discutiremos 3 tipos de recrutamento: externo, interno e o misto. Também abordaremos suas vantagens e desvantagens. Confira a reportagem e descubra qual é o melhor modelo diante das necessidades de sua organização! 

Quais são os tipos de recrutamento e seleção?

O preenchimento de vagas é uma das principais prioridades do RH. Quando as funções da empresa permanecem não preenchidas, as perdas monetárias podem chegar a cerca de 500 dólares por dia, e a produtividade da equipe diminui na medida em que os funcionários da organização precisam trabalhar mais para realizar tarefas para as quais não foram originalmente contratados.

Investir num programa de contratação eficaz que não só atraia, mas também retenha esses talentos é fundamental para todos os tipos de negócios. Mas antes de sair anunciando em todos os canais as vagas e gastar desnecessariamente o dinheiro da empresa, é preciso entender qual dos 3 tipos de recrutamento, que abordaremos a seguir, é o mais indicado para o tipo de posição que deve ser preenchida.

Recrutamento interno

O recrutamento interno é caracterizado pela movimentação interna de talentos, ao invés do recrutador buscar profissionais no mercado, ele procura oportunidades de promoção ou até de transição de carreira entre funcionários da própria organização. É uma possibilidade que a empresa tem de olhar, primeiro, para o seu próprio celeiro de talentos, para depois, buscar outros profissionais no mercado. 

As organizações hoje usam o recrutamento interno para preencher cargos que exigem uma boa visão dos processos internos da organização. Além disso, o uso desse recurso, também incentiva a lealdade e o senso de progresso dos funcionários.

Importante destacar que há modelos de recrutamento internos distintos:  

  • Promoções: Esta é a forma mais praticada no processo de recrutamento interno, quando um funcionário ascende ao cargo de seu antecessor ou de algum outro líder da organização.  
  • Transferências: quando ocorre uma movimentação de um funcionário para uma nova equipe ou departamento.
  • Abertura de vaga interna: quando o RH comunica toda a organização que existe e uma vaga em X departamento e que qualquer funcionário da organização pode se candidatar ao cargo, desde que tenha os pré-requisitos exigidos.
  • Referências de funcionários: os programas de indicação de funcionários incentivam ativamente as recomendações de pessoas de fora da organização por algum colaborador. O objetivo desse tipo de programa é tornar as indicações uma fonte de candidatos mais sustentável e confiável. Alguns recrutadores apontam que esse tipo de contratação é um recrutamento interno, outros frisam que se trata de um recrutamento misto. 

Vantagens

  • Um processo rápido
  • Os candidatos já são conhecidos da empresa
  • Os candidatos podem ter experiência anterior na função
  • Processo menos custoso

Desvantagens

  • Geralmente um pequeno grupo de candidatos
  • Os candidatos podem não ter experiência na função
  • Falta de novas ideias no negócio 

Recrutamento externo

Recrutamento externo consiste na procura por profissionais em ambiente externo à empresa, ou seja, no mercado de trabalho.  

Nesse processo, a organização espera que o candidato externo traga habilidades definidas, com base no cargo para o qual está sendo recrutado, bem como novas perspectivas e abordagens das quais a equipe possa se beneficiar.

Existem vários métodos de recrutamento externo, de forma ativa ou passiva, que a área de Talent Acquisition da organização deve considerar:

  • Redes Sociais
  • Networking (Informal, Formal)
  • Feiras de Emprego (Online e Virtual)
  • Recrutamento universitário no campus
  • Publicidade (seja em mídias sociais, TV, rádio etc).
  • Contratação de agências ou headhunters

Dependendo da importância e da demanda do cargo a ser preenchido, certos métodos de sourcing podem ser utilizados mais do que outros para ajudar a gerar candidatos com formação e experiência exigidas.

Vantagens

  • Pode trazer novas ideias para o negócio
  • Novo entusiasmo e habilidades
  • Maior conjunto de potenciais candidatos

Desvantagens

  • Leva mais tempo a procura por candidatos
  • O processo é mais custoso
  • Novos funcionários não são conhecidos da empresa
  • Leva mais tempo do que o recrutamento interno  
  • É um bom modelo caso a empresa queira investir em programa de diversidade

Recrutamento misto

É quando as empresas recrutam para novas funções tanto funcionários existentes (dentro da empresa) quanto funcionários em potencial (fora da empresa). Esses métodos são chamados de recrutamento interno e recrutamento externo, ou também de recrutamento misto. O recrutamento interno geralmente ocorre quando um funcionário existente está buscando uma promoção ou deseja trabalhar em uma função diferente na empresa.

A publicidade para recrutamento interno geralmente é realizada por meio de anúncios de emprego internos publicados por e-mails internos, quadros de avisos, sites comerciais e memorandos internos da empresa.

Já a publicidade para recrutamento externo geralmente é realizada por meio de anúncios de empregos externos publicados em sites de empregos, agências de recrutamento, site da própria empresa, jornais e revistas especializadas e, especialmente, nas redes sociais.

Vantagens

  • Mais precisão nas contratações
  • Oportunidades para quem já atua na empresa
  • Preservação da employer brand da empresa

Desvantagens

  • Leva mais tempo a procura por candidatos
  • Investir em dois modelos distintos exigirá um budget ainda maior da organização

Qual o melhor tipo de recrutamento?

Não há uma resposta assertiva para essa pergunta. Ela dependerá muito do tipo de urgência que o recrutador tem no preenchimento da vaga, o budget disponibilizado e fatores externos e internos à organização. Sugerimos que você avalie as suas necessidades e veja as vantagens e desvantagens de cada tipo para escolher o ideal.

Quais são as formas mais utilizadas de recrutamento?

Fatores externos e internos à corporação são relevantes na hora de decidir qual rumo tomar no recrutamento. Não adianta nada fazer uma estratégia de recrutamento interno, por exemplo, para preencher uma vaga na área de marketing digital se atualmente a empresa possui poucos ou nenhum profissional gabaritado para se candidatar a ela. 

O recrutador pode, então, pensar, que tal fazermos um misto de recrutamento interno e externo para a vaga na área de marketing digital? Alternativa válida, desde que a empresa consiga bancar o budget e o tempo que será gasto nesse tipo de alternativa.

A escolha do tipo de R&S vai depender, portanto, das respostas a algumas perguntas iniciais da vaga aberta, tais como: 

  • Qual é o SLA ideal da vaga? 
  • Qual será o budget do recrutamento e seleção deste cargo?
  • Qual será o job description? 
  • Há profissionais gabaritados na organização para preencher a vaga? 

Além das dicas mencionadas, os recrutadores também precisarão ficar atentos aos fatores organizacionais na hora de decidir sobre quais tipos de recrutamento e seleção serão mais adequados. Por exemplo, se a sua empresa tem uma política de promover a vaga internamente antes de sair ao mercado, isso terá de ser respeitado, caso haja prováveis candidatos internos. 

Digamos que a organização que você atua também tem uma forte campanha para indicação de candidatos, isso também será prioridade na hora de decidir o tipo de recrutamento e seleção. Mas, novamente, tudo dependerá do tipo de cargo e da urgência no preenchimento dessa vaga.

Gostou do conteúdo? Então aproveite para aprender sobre como contratar os melhores profissionais!pes