Construir estratégias eficazes, fortalecer a cultura inclusiva são algumas das ações

O cenário de diversidade nas empresas brasileiras ainda está sendo montado. Segundo pesquisa de 2020 da consultoria Mais Diversidade com a Revista Você RH, 97% das organizações ampliariam seus orçamentos para o tema neste ano; mas, 65% não tinham estratégia para direcionar esses investimentos. A responsabilidade do RH para que Diversidade e Inclusão (D&I) é de ajustar esses ponteiros. Fazendo com que não apenas líderes, executivos e funcionários trabalhem em um ambiente realmente inclusivo como garantindo que a responsabilidade social esteja como norteador das ações internas.

Para quem atua no setor de Recursos Humanos, de fato, há muito o que se fazer para que a diversidade seja um valor compartilhado no mundo corporativo. O início, claro, pode ser por interesse próprio dos profissionais de RH (e, para isso, há vários livros que trazem como tema a cultura inclusiva nas empresas.

Em dado momento, os esforços precisam ser concentrados nas estratégias de recrutar, reter, desenvolver talentos plurais, construir pontes internas e externas entre equipes e pessoas e apresentar novos caminhos que incluam grupos minoritários e minorizados, como pessoas negras, LGBTQIA+, pessoas com deficiência, em situação vulnerável e outros.

Neste artigo, destacamos três tarefas de responsabilidade do RH em relação à diversidade.

Papel do RH na promoção de diversidade

É sabido que a diversidade está relacionada a vantagens como redução de turnover, melhora da reputação da empresa e valorização dos funcionários e dos consumidores em relação à marca ou à organização. O RH é como um porta-voz dessa temática e deve propagar esse conhecimento; afinal, quem está à frente da gestão de pessoas tem a capacidade de impactá-las positivamente e estabelecer relações que respeitem as diferenças e façam com que a pluralidade seja um motor de crescimento dentro das equipes.

Para além disso, o RH tem a preocupação de:

Fortalecer a cultura inclusiva na empresa

Um mosaico de profissionais de diferentes raças, classes, gêneros, orientações sexuais, entre outras identidades diversas, só é possível quando a cultura de diversidade e inclusão está muito bem consolidada. Dessa forma, o senso de pertencimento e o comprometimento dos funcionários diversos são garantidos.

Construir força de trabalho diversa

Com a base da diversidade forte, é hora de construir uma força de trabalho diversa. As empresas podem contar com apoio interno e externo para direcionar processos seletivos a grupos específicos, entendendo que, por vezes, são necessárias adaptações. Conta muito a capacidade do profissional de RH de exercitar a escuta, conhecer candidatos e construir caminhos para que o quadro de funcionários tenha representatividade de identidades.

Incentivar o diálogo e a formação

A comunicação é um elemento transformador. É por essa razão que o diálogo dentro da empresa, tanto em ações formativas quanto informativas, merece atenção do RH. Deixar a porta aberta para líderes e funcionários reportarem possíveis dificuldades de relacionamento também é uma ferramenta poderosa de contribuir com a manutenção de ações de diversidade.

 

Gostou do texto? Aproveite e saiba mais sobre o assunto em nosso artigo sobre diversidade nas empresas.