O recrutamento misto une os benefícios do recrutamento interno e externo, garantindo uma contratação mais assertiva. Tire todas as suas dúvidas sobre esse formato

Um bom recrutamento e seleção é um dos principais pilares para o sucesso de uma companhia, e apesar de seus formatos mais comuns serem o interno e externo, o recrutamento misto pode ser um grande aliado para os profissionais de recursos humanos.

Antes de escolher por qual caminho seguir em um processo seletivo, o time de RH deve avaliar qual desses métodos faz mais sentido para a empresa. Mas, de modo geral, o recrutamento misto reúne o melhor de todas as possibilidades. Continue a leitura e saiba mais!

O que é recrutamento misto?

No recrutamento e seleção misto a equipe de RH busca o candidato ideal para uma posição em dois ambientes, dentro e fora da empresa. Isso significa que profissionais do atual quadro de colaboradores da companhia disputam por essa vaga com talentos que estão disponíveis no mercado de trabalho.

Geralmente, neste tipo de recrutamento os candidatos são avaliados sob os mesmos critérios, mas o time de R&S pode definir cotas de recrutamento interno e externo.

Diferença entre recrutamento interno, externo e misto

Existem três tipos de recrutamento, o interno, o externo e o misto, e apesar de parecer complexo em um primeiro momento, as diferenças entre eles são simples.

O recrutamento interno dedica a vaga somente aos atuais colaboradores da empresa, e costuma ser o meio mais ágil de preencher a posição, dispensando longos processos seletivos para conhecer e testar candidatos.

Por outro lado, o recrutamento externo busca novos talentos que ainda não têm vínculos empregatícios com a companhia, e apesar de gerar mais custos para a empresa, pode ajudá-la a se posicionar melhor no mercado perante os seus concorrentes.

Já o recrutamento misto é a união dos recrutamentos interno e externo, ou seja, tanto os candidatos de dentro como os de fora da empresa podem se candidatar à oportunidade.

Vantagens do recrutamento misto

O recrutamento e seleção misto é vantajoso para as empresas à medida que as beneficia com os pontos positivos do recrutamento interno e do externo. 

Esse método é indicado quando o RH ainda não encontrou um candidato ideal para a posição em nenhum dos ambientes, fazendo necessária uma avaliação em ambos os cenários. Confira a seguir alguns benefícios do recrutamento misto para as companhias:

Desenvolvimento de carreira

Já parou para pensar que, dependendo do nível de exigência da vaga, você pode treinar um funcionário para exercer as atividades? Ao realocar um colaborador, a empresa oferece oportunidades para ele crescer e se desenvolver na companhia, o que é benéfico para ambas as partes.  

Inovação

Ao contratar um novo colaborador, ele pode trazer novas ideias e sugestões para alavancar os negócios da companhia. Um olhar diferente e sem vícios pode ser o elemento que faltava para a resolução de um projeto, por exemplo.

Processo mais assertivo

Como é aberta para mais possibilidades, essa técnica aumenta as chances de uma contratação assertiva, na qual o profissional tem habilidades e competências para exercer as suas atividades, seus objetivos alinhados com os da companhia e fit cultural com a empresa.

Fortalecimento da employer branding

Abrindo um processo seletivo interno a empresa demonstra uma valorização de seus funcionários e deixa evidente o interesse em colaborar para o seu desenvolvimento profissional. 

Por outro lado, ela pode trabalhar a sua imagem conduzindo um recrutamento humanizado e cuidadoso nos detalhes, demonstrando respeito e empatia pelos candidatos.

Bons resultados

Quando um colaborador consegue uma nova oportunidade que atenda suas expectativas, sua satisfação é transformada em produtividade para a companhia

Já um novo funcionário, quando bem alocado de acordo com as suas habilidades e conhecimentos, colabora para um melhor desempenho de sua equipe.

Como funciona o recrutamento misto

Basicamente, esse tipo de recrutamento pode ser conduzido de três formas, alterando a ordem ou a simultaneidade entre as etapas do processo seletivo, são elas:

Recrutamento interno, seguido pelo externo

Aqui, a prioridade do recrutamento são os atuais colaboradores da companhia. Eles podem concorrer às vagas antes que elas sejam abertas para os profissionais do mercado, aumentando suas chances de conquistar a oportunidade.

Essa técnica garante um processo mais ágil e enriquece a relação entre empregado e empregador, já que o funcionário se sente valorizado e motivado com essa ação. 

Além disso, os custos com treinamentos e entrevistas são reduzidos, pois, nesse caso, o colaborador já está inserido na cultura e nos processos da empresa.

Recrutamento externo, seguido pelo interno

Esse método é o oposto do anterior. Neste caso, o processo seletivo é conduzido primeiramente com os profissionais externos. Caso os recrutadores não tenham sucesso na atração e seleção desses candidatos, o processo é destinado aos talentos internos.

Suas maiores vantagens estão relacionadas ao posicionamento da empresa no mercado, à medida que apresenta a companhia para novos profissionais, e que esses novos colaboradores podem trazer um novo olhar, ideias e conhecimentos para a organização, além de proporcionar uma grande troca de experiências.

Recrutamento interno e externo simultaneamente

Os recrutadores buscam pelo candidato ideal no ambiente externo e interno ao mesmo tempo. Essa estratégia agiliza ainda mais o processo seletivo e permite que tanto os colaboradores atuais quanto os novos candidatos concorram de maneira mais igualitária à posição.

Agora que você já sabe o que é o recrutamento misto, pode adotá-lo caso faça mais sentido para a necessidade da sua empresa! Se quiser melhorar a assertividade do seu processo de R&S, conte com a ajuda de uma boa ferramenta de recrutamento e seleção!