Veja quais são as ferramentas e as vantagens para a organização e para os candidatos de implantar um processo de contratação digital

A revolução do recrutamento digital está apenas no começo. Em 2020, quando mudar para uma estratégia online parecia o mais óbvio a se fazer, houve uma transformação em alguns processos da área de Talent Acquisition. Será que, anos depois do boom, o R&S virtual se manteve?

A verdade é que ainda há um bom caminho para a conclusão de todos os processos digitais do recrutamento até a contratação de candidatos. Uma pesquisa conduzida no Brasil sublinhou que apenas 53% das organizações têm o processo de contratação 100% digital. Por quê?

Talvez seja uma questão de adaptação, porque muitos profissionais ainda não conseguiram compreender todo o universo do recrutamento virtual. Das ferramentas de atração e seleção digital às estratégias de recrutamento online, passando pelo onboarding virtual, novas tecnologias e métodos surgiram nesse turbilhão de informações, mas a curva de aprendizado ainda não foi acelerada.

Se você quer entender como melhorar seu entendimento sobre recrutamento digital, você está lendo o artigo certo! Neste texto, vamos mostrar os conceitos do recrutamento digital, benefícios e como fazê-lo.

O que é recrutamento digital?

Não pense que o recrutamento online consiste apenas na publicação de vagas em meios de comunicação digital. Essa é apenas uma pequena parte do quebra-cabeça

O recrutamento digital utiliza uma variedade de ferramentas e estratégias online para apoiar o seu processo de R&S, do início ao fim. Isso pode incluir:

  • publicar uma vaga de emprego online em software de recrutamento e seleção;
  • videoentrevista;
  • recrutamento via celular;
  • criar e usar avaliações e questionários online;
  • utilizar as redes sociais para recrutamento;
  • ferramentas de onboarding digital.

Em poucas palavras, o recrutamento digital é quando você usa a tecnologia e o mundo online para buscar, atrair, analisar e, finalmente, contratar candidatos para suas vagas.

Agora que você sabe que o processo seletivo online não é só publicar vagas virtualmente, que tal compreender os benefícios da estratégia de R&S digital?

Quais as vantagens do recrutamento online

Segundo estudo da Glassdoor, 89% dos candidatos consideram os dispositivos móveis vitais para a procura de emprego, e 45% os usam ativamente ao menos uma vez por dia na busca por novas vagas.

O que isso significa? Que você não pode ficar de fora da transformação do processo seletivo virtual.

A julgar por pesquisa conduzida pela Society for Human Resource Management (SHRM), a maioria das organizações já entendeu o recado. O estudo salienta que nos próximos 10 anos (ou talvez menos), metade das empresas adotará softwares de RH que fornecem sugestões e insights baseados em aprendizado de máquina e inteligência artificial.

Como as plataformas inteligentes de R&S online e outras ferramentas podem ajudar o recrutador? Aqui vão algumas das vantagens:

Rompe barreiras geográficas

O recrutamento virtual permite que as organizações ampliem seu pool de talentos. Na prática, com o processo seletivo virtual e o trabalho remoto, os empregadores agora podem atrair até talentos internacionais.

Reduz o tempo de contratação

Ao recrutar, o principal objetivo é fazer com que o melhor candidato comece em sua nova função o mais rápido possível. O recrutamento virtual pode ajudar nisso, acelerando o processo de recrutamento como um todo.

O processo permite que os empregadores examinem e listem um volume maior de candidatos em um espaço de tempo mais curto. Isso é possível por conta de recursos que se valem de inteligência artificial e também que executam, de modo automatizado, tarefas que antes eram totalmente manuais.

Maior eficiência

A coleta e análise de dados por conta própria pode consumir muito tempo e até mesmo não ser confiável em determinadas situações, especialmente se depender de processos humanos.

Felizmente, a maioria das ferramentas de recrutamento coletará análises automaticamente. Com esse tipo de dados, você pode detectar lacunas e testar soluções antes que elas afetem o tempo de contratação e o custo por recrutamento.

Ganhe vantagem competitiva

A maioria dos candidatos a emprego hoje se sente confortável em interagir online e provavelmente espera que ao menos parte do seu processo de recrutamento também seja online.

O recrutamento virtual mostra aos candidatos em potencial que sua organização é progressiva e inovadora, tornando a sua marca empregadora mais atraente do que as demais.

Melhor experiência para os candidatos

O recrutamento virtual facilita muito a comunicação entre o empregador e os potenciais candidatos. Uma reclamação comum dos candidatos que usam o recrutamento tradicional é que suas dúvidas não são respondidas. Ferramentas como o bate-papo virtual respondem a quaisquer perguntas ou dúvidas que os candidatos possam ter sobre uma função de trabalho em tempo real. 

Como funciona o processo de recrutamento

Ao digitalizar o processo de recrutamento, você pode facilmente transformar procedimentos que seriam manuais em ações mais rápidas. Dessa forma, o seu processo de R&S reunirá informações mais relevantes para a tomada de decisão durante a entrevista e a contratação.

Com isso, também sobrará mais tempo para os recrutadores trabalharem com a marca empregadora, e os gerentes de contratação poderão se concentrar em suas tarefas críticas para os negócios.

Para que a sua organização saia do processo físico para o digital, ela precisará das seguintes tecnologias: 

  • software digital de recrutamento e seleção;
  • plataforma de gerenciamento de relacionamento com candidatos (CRM);
  • página de carreiras;
  • sistema de referência;
  • plataforma de vídeo entrevista;
  • sistema de onboarding digital.

Como construir uma estratégia de recrutamento digital

Criar, desenvolver e lançar uma estratégia de recrutamento digital pode oferecer à sua empresa vantagens competitivas.

No entanto, se você errar na estratégia adotada, pode acabar aumentando a sua carga de trabalho e ainda manchando a marca empregadora da sua organização.

Recentemente, uma startup unicórnio brasileira decidiu divulgar na grande imprensa a abertura de novas vagas para mulheres na área de TI. Acontece que a organização havia demitido, uma série de colaboradores, dentre eles mulheres que trabalhavam na área de tecnologia da informação.

Resultado: o anúncio das vagas foi criticado fortemente nas redes sociais e o que era para ser algo inclusivo, vagas afirmativas para mulheres, se tornou chacota.

Portanto, antes da tomada de decisão, é sempre bom observar o contexto geral da organização e aperfeiçoar sua estratégia de recrutamento digital. Aqui estão algumas dicas:

Produza de conteúdo consistente

Como em qualquer negócio, um bom conteúdo é fundamental para a venda – no caso atração de talentos. É essencial postar um conteúdo consistente, com a mensagem certa para os candidatos que você quer alcançar.

Nesta parte da estratégia, você poderá compartilhar a visão, missão e valores da empresa, informações sobre funcionários e como é a cultura a dor organização na prática.

Saiba onde divulgar

Depois de acertar o conteúdo, você precisará decidir onde vai compartilhar a informação. Para isso você precisará entender quais são os canais digitais que seu possível candidato interage, dentre eles:

  • sites de empregos;
  • site ou blog da sua organização;
  • canais de mídia social;
  • newsletter da organização;
  • murais de anúncio;
  • sites e blogs de mídia especializada. 

Como já mencionado, é crucial pesquisar primeiro o público que você está tentando alcançar, saber qual tipo de conteúdo que mais os impacta e onde seu público está presente. Assim, a divulgação das oportunidades da sua empresa atingirão os candidatos mais aderentes.

Construa uma forte presença nas mídias sociais

As redes sociais são grandes parceiras do recrutador. Tanto as gerações mais jovens como os profissionais mais experientes estão ativos em pelo menos uma rede social.

Mas a ideia de construir uma presença forte em várias plataformas de mídia social – Instagram, Facebook, Twitter, LinkedIn, YouTube etc – é esmagadora. Poderia sugar todo o seu tempo com muita facilidade. Então, por isso é fundamental entender, mais uma vez, fiel a persona do candidato. 

Use ferramentas digitais para aprimorar a experiência do candidato

Existem muitas ferramentas por aí que você pode usar para melhorar a experiência do seu candidato. A primeira coisa que você deve fazer é se candidatar para a função você mesmo.

É a única maneira de entender exatamente o que seus candidatos experimentam quando enviam uma inscrição.

Faça anotações, vendo onde as coisas parecem “planas” ou “lentas”. Você também precisará olhar para a personalização. Você quer mostrar aos seus candidatos desde o início que eles são respeitados e vistos como indivíduos, em vez de “apenas mais um candidato”.

Você pode, então, usar ferramentas digitais, como testes e avaliações de personalidade, para tornar a experiência mais personalizada e memorável para cada candidato.

Concentre-se na marca empregadora

Hoje em dia, a reputação de uma empresa importa mais do que nunca. De fato, 86% dos trabalhadores não se candidatariam ou continuariam trabalhando em uma empresa que tem uma má reputação com ex-funcionários ou com o público em geral.

Em outras palavras, a marca do empregador é como você comercializa sua empresa para candidatos e atuais colaboradores.

Quanto mais desejada for sua marca empregadora, maior a probabilidade de atrair os melhores talentos. Além disso, uma marca de empregador positiva também pode ajudá-lo a reter os melhores talentos.

Agora que você já sabe da relevância de estar presente no mundo do recrutamento digital e está decidido a implantar um processo de recrutamento 100% online na sua organização, entenda um pouco mais sobre como avaliar uma videoentrevista.