Invista em aspectos humanos, estratégicos e culturais para realizar uma entrevista de emprego estruturada

A entrevista estruturada recruta os candidatos de forma mais objetiva. Ela envolve a harmonização de aspectos humanos, estratégicos e culturais e confere assertividade ao processo seletivo.

Um processo seletivo assertivo é fundamental para o sucesso de uma empresa, e a entrevista estruturada é aliada dos profissionais de RH neste quesito. Esse modelo tem como princípios o planejamento, a objetividade e a imparcialidade, colaborando para as análises e tomadas de decisões em relação ao recrutamento e seleção.

Continue a leitura e tire suas dúvidas sobre esse tipo de entrevista, entenda o seu conceito, suas vantagens e saiba como adotá-la na sua empresa.

O que é uma entrevista estruturada?

A principal característica desse modelo de entrevista é o seu formato pré-determinado. Nela, todas as etapas e detalhes do processo seletivo são planejadas, o que inclui as perguntas, testes e dinâmicas feitas com os talentos.

Esses elementos são abordados e aplicados igualmente a todos os candidatos, como se o profissional de RH seguisse um roteiro. Esse tipo de atração e seleção pode ser feito tanto no formato presencial quanto no remoto, que é cada vez mais comum nas companhias.

Diferença entre entrevista estruturada, semiestruturada e não estruturada

Como dito anteriormente, a entrevista estruturada é guiada pelo profissional de R&S com questões pré-determinadas. Um dos maiores desafios desse formato mais objetivo é formular o menor número de perguntas para os candidatos, mas garantir que coletará todas as informações necessárias para o processo seletivo.

Já a entrevista semiestruturada é um modelo de recrutamento intermediário, ele fica entre a flexibilidade e a inflexibilidade e é o mais comum nas empresas. Esse formato é sutilmente mais espontâneo em relação ao anterior, pois apesar de seguir alguns pontos planejados previamente, permite ao recrutador conduzir o processo com um diálogo mais aberto com o candidato.  

Por outro lado, a entrevista não estruturada é o oposto da estruturada. Aqui, o profissional de RH tem total liberdade para conduzir a entrevista como achar necessário. Além de questões básicas, como as qualificações e experiências profissionais do candidato, o entrevistador pode se aprofundar em outros tópicos que julgar relevantes para o processo seletivo. 

Quais as vantagens de uma entrevista estruturada?

Um processo seletivo estruturado traz uma série de benefícios para o RH e para a empresa como um todo. Confira alguns deles:

  • maior domínio do recrutador sobre a entrevista;
  • entrevistas mais ágeis e objetivas;
  • processo mais justo entre os candidatos;
  • coleta de dados mais consistente;
  • melhor análise das informações coletadas no processo seletivo;
  • imparcialidade na avaliação dos candidatos;
  • criação de um padrão de processo seletivo para e empresa.

Desvantagens da entrevista estruturada

Apesar da grande lista de vantagens, esse modelo também tem alguns pontos negativos que devem ser destacados. Por ser uma entrevista pré-planejada, ela impossibilita que o time de RH se aprofunde em algumas questões com os candidatos, coletando informações pouco qualitativas e em menor quantidade.

Além disso, por criar um padrão de entrevista, esse formato é mais inflexível. Fazer alguma alteração no processo pode demandar aprovações e levar certo tempo.

Como estruturar uma entrevista de emprego

Esse tipo de entrevista requer bastante planejamento e estratégia. Desse modo, confira um passo a passo de como estruturar esse processo na sua empresa:

1. Avalie o formato

De acordo com as vantagens e desvantagens oferecidas pela entrevista de emprego estruturada, entenda se ela se encaixa nas necessidades da empresa. A rigidez desse formato pode ser vantajosa ou não para o processo seletivo, a depender de cada cenário.

2. Determine o perfil do candidato

Juntamente aos líderes de cada equipe, os recrutadores devem definir o perfil ideal do candidato para assumir a vaga em aberto. É importante que ele tenha as habilidades e competências necessárias para exercer a função e esteja alinhado com a cultura e com os objetivos da organização.

3. Planeje o processo

Como será a comunicação do seu processo seletivo? Quantas entrevistas ele terá? Todas as etapas do recrutamento e seleção devem ser planejadas com antecedência e executadas conforme determinado pelos profissionais de RH. Essa estrutura organizada colabora para a agilidade das entrevistas.

Além disso, para ter êxito no processo, é fundamental pensar quais serão os critérios de avaliação para selecionar os candidatos.

4. Faça um roteiro

Assim como as etapas, as perguntas que serão feitas aos candidatos devem ser pensadas previamente e estrategicamente. Levando em consideração que o tempo de entrevista nem sempre é suficiente para conhecer os talentos a fundo, o ideal é usar questões objetivas para coletar as informações necessárias.

Outra técnica que facilita a condução desse tipo de entrevista é seguir um roteiro de tópicos a serem avaliados, como verificar as experiências anteriores dos candidatos e a veracidade das informações fornecidas por eles.

Leia também: Roteiro de entrevista: modelo mais usado por recrutadores 

5. Treine a equipe de RH

Apesar desse formato de entrevista ser planejado, a expertise do time de Recursos Humanos é fundamental para conduzir as entrevistas. Um profissional bem treinado consegue identificar o potencial dos candidatos mais alinhados com o perfil buscado pela empresa.

Dicas para uma boa entrevista de emprego estruturada

Algumas dicas práticas podem fazer a diferença e auxiliar os recrutadores a conduzirem uma entrevista estruturada de sucesso. Confira cinco delas a seguir:

Comunicação é essencial

Estabeleça desde o princípio um diálogo aberto sobre o processo com o profissional. Ele deve ser informado sobre todas as etapas do recrutamento e entender claramente como elas serão conduzidas, evitando ruídos de comunicação ou desentendimentos entre ambas as partes.

Seja desafiador

Ao determinar as questões que serão abordadas durante a entrevista, procure olhar além do currículo e saber mais sobre o candidato, seja em uma entrevista individual ou em uma dinâmica em grupo. Encontre maneiras de entender verdadeiramente como ele pensa e como pode se encaixar na função ou no negócio da sua empresa.

Conheça os limites da entrevista

Já na entrevista de emprego a cultura e os valores da empresa são identificados pelos candidatos por meio do time de RH, da comunicação e da forma como o processo é conduzido. 

Desse modo, é importante alinhar todas essas questões para que os talentos tenham uma impressão correta sobre a companhia, evitando situações desconfortáveis, inadequadas ou preconceituosas. Questões relacionadas ao estado civil, orientação sexual, religião e política, por exemplo, podem ser mal recebidas pelos candidatos.

Consulte o seu time

O trabalho em equipe pode ser bastante valioso para fazer um recrutamento assertivo. Troque ideias e peça as opiniões dos seus colegas de trabalho, principalmente aqueles envolvidos no processo seletivo, como os líderes das vagas em aberto,

Aplique uma pesquisa 

Não esqueça de conseguir um feedback dos candidatos em relação à entrevista, afinal, você precisa compreender se a experiência tem sido positiva ou não para os profissionais e buscar formas de aprimorá-la. A alternativa mais comum é aplicar uma pesquisa de satisfação ao final do processo. 

Agora que você já sabe mais sobre alguns modelos de entrevista, entenda por que flexibilizar os modelos de trabalho é necessário para atrair talentos!