Caçar profissionais de TI não é para amadores. Há muitas vagas e poucos profissionais qualificados. Saiba como vencer essa luta.

Já faz algum tempo que o setor de tecnologia da informação (TI) enfrenta déficit de profissionais. No Brasil, essa carência deve ser de mais de 408 mil postos de trabalho até 2022. Isso mostra a relevância do tech recruiter, um recrutador especializado em atrair e reter profissionais cobiçados de TI.

Os profissionais de TI não estão acostumados a procurar emprego, mas a receber ofertas. E não são poucas. Não é à toa, que bons recrutadores especializados na caça de talentos em TI também estão sendo disputados no mercado de trabalho. Segundo levantamento do LinkedIn, o cargo que mais vai se destacar no mercado de trabalho em 2022 é o do recrutador especializado em tecnologia.

Mas para ser um bom tech recruiter não basta apenas o título, é preciso alcançar resultados nessa luta acirrada. Neste artigo, vamos falar sobre estratégias de como chegar lá. Confira!

O que faz um tech recruiter?

Um tech recruiter é o profissional responsável pelo recrutamento e seleção de profissionais da área de tecnologia. Em comparação com outros recrutadores, os IT recruiters geralmente têm pelo menos dois anos de experiência no setor de tecnologia e desenvolvem algumas habilidades conectadas à tecnologia.

O recrutador especializado em tecnologia precisa desenvolver novas habilidades porque a caçada dos talentos nessa área difere muito das outras profissões. Para começar, 22% de todos os desenvolvedores sequer têm uma conta no LinkedIn.
Além disso, 17% dos desenvolvedores consideram a parte da entrevista a parte mais irritante do processo de contratação – demoram muito, os recrutadores fazem perguntas não relacionadas às suas especialidades ou exigem que visitem a empresa pessoalmente. Outros 15,11% odeiam escrever currículos e atualizá-los, enquanto 14,46% odeiam escrever cartas de apresentação.

Por esses e outros motivos um IT recruiter precisa desenvolver as seguintes habilidades:

  • Fortes habilidades interpessoais, de networking e de comunicação
  • Capacidades de negociação
  • Pensamento crítico e flexibilidade quando confrontado com mudanças de prioridades
  • Conhecimento técnico para a vaga em questão
  • Experiência de trabalho comprovada com as ferramentas e tecnologias que serão avaliadas
  • Experiência com várias técnicas de sourcing (por exemplo, mídia social, recrutamento interno, referências, etc.)
  • Capacidade de manter-se atualizado sobre os mais recentes padrões, problemas e riscos do setor de tecnologia
  • Capacidade de manter um banco de dados e pipeline de candidatos
  • Experiência comprovada com ferramentas de recrutamento e rastreamento de candidatos, bem como bancos de dados de RH
  • Conhecimento de técnicas de avaliação específicas para cada função
  • Capacidade de criar uma experiência de candidato perfeita em todos os estágios
  • Engajamento ativo e promoção de estratégias de contratação de diversidade e inclusão
  • Disposição para se tornar um embaixador da marca e representar a empresa nas primeiras interações do candidato com a organização

Dicas de como se tornar um tech recruiter bem-sucedido

Como observado ao longo do artigo, o modelo convencional de caça-talentos não funciona com os profissionais de TI. Eles são poucos, podem barganhar bons salários e a maioria gosta de trabalhar a distância.

Então, mãos à massa e use as nossas dicas a seguir para entender e interagir com esse tipo de profissional.

Familiarize-se com a tecnologia para a qual está contratando

As linguagens de programação mudam rapidamente. Cinco anos atrás, Java estava na moda, enquanto hoje, a linguagem Python reina. O primeiro passo, portanto, para ser um bom recrutador de TI é ter conhecimento a respeito de ferramentas tecnológicas.
Embora você não precise escrever código para poder contratar desenvolvedores, é necessário ter uma noção razoável sobre diversas tecnologias, principalmente aquelas utilizadas pelo profissional que você vai contratar.
Como se trata de uma área que exige uma boa dinâmica, o tech recruiter também precisa possuir um perfil proativo em relação à busca constante de novos conhecimentos e habilidades.

Aprimore habilidades não técnicas

Mesmo que seja necessário algum conhecimento da tecnologia para a qual você está contratando, muito do trabalho de um recrutador técnico não é muito técnico. No final das contas, é um trabalho em que você convence os candidatos de que uma empresa é uma ótima opção para eles e vice-versa.
Algumas das habilidades que você terá que melhorar incluem comunicação, tomada de decisões, atenção aos detalhes, apresentação e habilidades de negociação, para citar algumas.

Aproxime-se das pessoas que você está contratando

A maioria dos desenvolvedores tem uma coisa em comum – eles odeiam recrutadores. Em vez de oferecer melhores cargos e salários, concentre-se em tornar o processo de contratação mais humano e estabelecer uma experiência positiva para o candidato.
Há muita pesquisa sobre o que os desenvolvedores gostam e não gostam na contratação, então comece a partir daí para traçar uma experiência do candidato que atraia os melhores.

Junte-se a comunidades online e grupos de fóruns

As pessoas são muito disponíveis para tirar as suas dúvidas e explicar tudo que você precisa saber sobre um produto ou uma tecnologia. Portanto, se inscreva no máximo de Meetups que puder!
A rede social Reddit, ainda pouco conhecida no Brasil, mas muito usada em outros países, tem um fórum de discussão em quase todos os campos relacionados à tecnologia, incluindo como aprender programação, hardware, iOS, Android, software e programação. Se você não tem medo de se arriscar permita-se conhecer mais pessoas e uma nova rede social!

Quer ficar por dentro de outras boas práticas de recrutamento na área de TI? Então confira algumas estratégias certeiras para contratar profissionais de tecnologia

Estratégias certeiras para contratar profissionais de tecnologia